Contribuições políticas da análise feminista do amor romântico para a discussão analítico-comportamental dos sentimentos

Autores

  • Juliany Oliveira Zanuto
  • Carolina Laurenti

Palavras-chave:

amor romântico, feminismo, patriarcado, análise do comportamento, sentimentos

Resumo

 A Análise do Comportamento explica os sentimentos em função do contexto so­cial, mas não explora de maneira sistemática a influência de variáveis políticas em sua gênese considerando um viés de gênero, algo que foi feito pelo feminismo em sua crítica ao amor romântico. O objetivo deste trabalho foi inserir uma perspectiva política na discussão analíti­co-comportamental dos sentimentos, considerando a literatura feminista do amor romântico. Foi desenvolvida uma pesquisa bibliográfica, cujas fontes foram artigos feministas que trata­vam da temática. Foram selecionados dezesseis artigos para a revisão de literatura. A análise e categorização desse material ressaltaram: a caracterização da cultura patriarcal produtora do amor romântico; o papel das instituições na transmissão e manutenção do amor romântico; os efeitos do amor romântico na constituição do gênero e identidade de gênero para homens e mulheres; e o ocultamento de contingências opressivas pelas práticas do amor romântico. A existência de assimetrias de poder entre os gêneros nos relacionamentos românticos mostra a importância de uma discussão política dos sentimentos na Análise do Comportamento, sem a qual as análises funcionais poderiam orientar práticas que manteriam incólumes sistemas opressores na sociedade.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2022-04-12

Como Citar

Zanuto, J. O. ., & Laurenti, C. . (2022). Contribuições políticas da análise feminista do amor romântico para a discussão analítico-comportamental dos sentimentos. Perspectivas Em Análise Do Comportamento, 12(2), 447–464. Recuperado de https://revistaperspectivas.org/perspectivas/article/view/823

Edição

Seção

Artigos