O “organismo” na obra de B. F. Skinner: uma exploração contextual e quantitativa acerca de seu signficado

Autores

  • Kelvin Fonseca
  • Diego Zilio UFES

DOI:

https://doi.org/10.18761/PAC.2018.n2.01

Palavras-chave:

organismo, B. F. Skinner, análise do comportamento, análise de termos psicológicos, pesquisa conceitual

Resumo

Apesar de aparecer no título da obra primeira de B. F. Skinner, O comportamento dos organismos, está ausente, nessa e em outras obras do autor, uma de nição explícita de “organismo”, de modo que uma análise do termo em seus escritos se faz necessária para eluci- dar regularidades contextuais de sua ocorrência. Partindo do Procedimento de Interpretação Conceitual de Texto (PICT), analisamos o contexto de ocorrência do termo “organismo” em uma amostra de 8 obras de Skinner, abrangendo um período de 60 anos. Notamos que o termo ocorre em pelo menos 15 diferentes contextos, cada um deles consistindo em um nexo onde con uem diferentes discussões na literatura da analítico-comportamental. Ressaltamos algumas ambiguidades relativas ao critério de demarcação entre organismo e ambiente, ao papel da história logenética no desenvolvimento do organismo, e à extensão metafórica referente ao uso do termo para tratar da dimensão grupal ou social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-07-05

Como Citar

Fonseca, K., & Zilio, D. (2019). O “organismo” na obra de B. F. Skinner: uma exploração contextual e quantitativa acerca de seu signficado. Perspectivas Em Análise Do Comportamento, 9(2), 141–163. https://doi.org/10.18761/PAC.2018.n2.01