Relações entre instruções e comportamentos de autocuidado de pacientes submetidos à exodontia do terceiro molar

  • Marília Vieira Zerbetto
  • Pedro Bordini Faleiros
  • Antonio Bento Alves de Moraes
Palavras-chave: recuperação pós-cirúrgica, autocuidado, comportamento governado por regras

Resumo

  Cirurgias odontológicas podem promover potenciais complicações durante e depois da intervenção, no momento da recuperação. O objetivo do estudo foi identificar os comportamentos de autocuidado de pacientes submetidos à exodontia do terceiro molar. Participaram da pesquisa 10 pacientes, com idade entre 18 e 24 anos. Após a remoção da sutura, os participantes foram convidados a responder, individualmente, perguntas de um roteiro de entrevista com questões referentes à experiência em relação à cirurgia e ao processo de recuperação. A análise dos resultados permitiu identificar três padrões de comportamentos entre os participantes, o primeiro composto por aqueles que emitiram todos os comportamentos orientados pelo cirurgião dentista; o segundo composto por participantes que inicialmente seguiram a orientação e modificaram o modo de realizar o autocuidado em função da permanência do evento aversivo, ou ausência do mesmo; o terceiro, por participantes que não ficaram inicialmente sob controle das orientações do cirurgião dentista em emitir comportamentos de autocuidado no período pós operatório, mas ao longo da recuperação passaram a emitir tais comportamentos. A investigação com base no modelo do comportamento selecionado pelas consequências pode ser relevante para análise e promoção de comportamentos autocuidados emitidos por pacientes odontológicos.
Publicado
2018-05-03
Como Citar
Zerbetto, M., Faleiros, P., & de Moraes, A. (2018). Relações entre instruções e comportamentos de autocuidado de pacientes submetidos à exodontia do terceiro molar. Perspectivas Em Análise Do Comportamento, 9(1), 29-42. https://doi.org/10.18761/PAC.2017.013
Seção
Artigos