Variáveis de controle sobre o responder ordinal:

revisitando estudos empíricos

  • Mariana Miccione Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Grauben Assis Universidade Federal do Pará (UFPA)
  • Thiago Dias Costa Universidade Federal do Pará (UFPA)

Resumo

Verificaram-se os determinantes pragmáticos de conceitos relacionados aoresponder ordinal e investigaram-se seus níveis de instrumentalidade, a partir da especificação das variáveis controladoras nos procedimentos aplicados na Análise Experimental do Comportamento. As palavras-chave aprendizagem serial, aquisição repetida, encadeamento, cadeia comportamental, classes ordinais, sequência e ordenar/ordenação determinaram a busca em bancos de dados de periódicos científicos e livros. Seis grupos diferentes foram organizados, de acordo com a semelhança em seus títulos e resumos. Foram selecionados 82 trabalhos, 14 artigos nacionais, 65 estrangeiros e 3 capítulos de livro, um nacional e dois estrangeiros. No interior dos três grupos denominados aquisição repetida, relações ordinais (sem descrição das propriedades) e relações ordinais (com as propriedades) foi possível acessar informações comuns a todos os estudos. O modelo analítico-comportamental de cadeia de respostas pareceu ser evidente nos estudos dos quatro primeiros grupos. Portanto, a identificação das variações de procedimento possibilitou a organização e a delimitação das variáveis envolvidas nos estudos sobre o tema. Constatou-se que um termo pode ser definido pelo contexto no qual o conhecimento é produzido, pois os determinantes de um termo científico são produtos da complexidade de um contexto social que engendra mudanças no modo de tratar umobjeto de estudo. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-08-23
Como Citar
Miccione, M., Assis, G., & Costa, T. D. (2017). Variáveis de controle sobre o responder ordinal:: revisitando estudos empíricos. Perspectivas Em Análise Do Comportamento, 1(2), 130-148. https://doi.org/10.18761/perspectivas.v1i2.39
Seção
Artigos