A interpretação dos sonhos revisitada

  • Luc Vandenberghe

Resumo

O presente artigo oferece uma reflexão, baseada em alguns autores brasileiros, acerca da prática da análise dos sonhos, com o intuito de delinear seus aportes para a terapia comportamental. O conteúdo do sonho reflete os efeitos das contingências que moldaram os repertórios do cliente. O relato do sonho, porém, está sob o controle da relação com o terapeuta. Argumentamos que a análise dos sonhos pode contribuir de três formas para a terapia. Primeiro, pode trazer à luz problemas ou necessidades do cliente que escaparam à atenção, sendo possível, pelo esclarecimento destes, definir melhor as metas para o tratamento. Segundo, comparar o conteúdo dos sonhos ou o comportamento de relatá-los com outras informações sobre o cliente pode ajudar a identificar contingências relevantes que devem ser incluídas na formulação do caso. Em terceiro lugar, o trabalho com os sonhos pode fornecer material para ser trabalhado ao vivo na sessão, a saber, as dificuldades evocadas pelo material do sonho, bem como as dificuldades evocados pela interação com o terapeuta ao analisar o sonho. 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2017-08-28
Como Citar
Vandenberghe, L. (2017). A interpretação dos sonhos revisitada. Perspectivas Em Análise Do Comportamento, 5(2), 70-77. https://doi.org/10.18761/perspectivas.v5i2.131
Seção
Artigos