Contextualização sobre a Programação de Condições para Desenvolvimento de Comportamentos (PCDC): Uma experiência brasileira

  • Nádia Kienen
  • Mariana Gomide Panosso
  • Andreza Gomes Spiller Nery
  • Isabelle Waku
  • João dos Santos Carmo
Palavras-chave: programação de ensino, análise do comportamento, ensino-aprendizagem, tecnologia de ensino, tecnologia educacional

Resumo

Dentre as tecnologias derivadas da Análise Experimental do Comportamento, há a Programação de Condições para Desenvolvimento de Comportamentos que possibilita analisar e arranjar condições de ensino que maximizam e aceleram as mudanças comportamentais pretendidas e diminuem a ocorrência de erros. Trata-se de uma tecnologia de ensino que tem sido utilizada tanto para caracterizar comportamentos a serem ensinados em diferentes contextos quanto para construir, aplicar e avaliar programas de ensino que visam ao desenvolvimento de comportamentos, com base em princípios analítico-comportamentais. Sendo assim, este artigo tem por objetivos caracterizar a Programação de Condições para Desenvolvimento de Comportamentos como área de investigação e de planejamento de ensino; caracterizar os contextos históricos da programação de ensino e os pressupostos teórico-metodológicos que a constituem, descrever as etapas que compõem o processo de programar ensino e apresentar a diversidade de sua aplicação. Fornecer um panorama geral da Programação de Condições para Desenvolvimento de Comportamentos como área de pesquisa e tecnologia para intervenção em processos de ensino-aprendizagem pode ser um passo importante para torná-la mais acessível àqueles interessados em planejamento de condições de ensino.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Agassi, I. (2013). Avaliação da eficácia de um programa de condições de ensino para desenvolver ou aperfeiçoar a cadeia de classes de comportamentos "ler textos em contexto acadêmico" como parte do repertório de estudantes de cursos de graduação (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/122737.
Alberici, S. M. (2005). Comportamentos de planejar o ensino do professor em uma organização formadora de novos professores (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/103036.
Assini, L. C. (2011). Classes de comportamentos profissionais do psicólogo constituintes da Classe "prevenir comportamentos-problema" (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/95346.
Beltramello, O. (2018). Acompanhamento Terapêutico: Características de classes de comportamentos constituintes dessa atuação do psicólogo no Brasil (Dissertação de Mestrado). http://www.uel.br/pos/pgac/wp-content/uploads/2018/04/AcompanhamentoTerap%C3%AAuticocaracter%C3%ADsticas-de-classes-de-comportamentos-constituintes-dessa-atua%C3%A7%C3%A3o-dopsic%C3%B3logo-no-Brasil.pdf.
Bordignon-Luiz, F., & Botomé, S. P. (2017). Avaliação de objetivos de ensino de História a partir da contribuição da Análise do Comportamento. Acta Comportamentalia, 25(3), 329-346. http://www.revistas.unam.mx/index.php/acom/article/view/61630/54289.
Bori, C. M. (1974). Developments in Brazil. In: F.S. Keller, & J.G. Sherman, (Orgs.). The Keller Plan handbook. (pp. 65-72). W.A. Benjamin.
Booth, I. A. S. (1996). Ensino de engenharia: Comportamentos profissionais de engenheiros-professores em relação aos processos de ensinar e de e de aprender em nível superior (Dissertação de Mestrado não publicada). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP.
Bortholotto, J. F. (1999). Objetivos de ensino de estatística no curso de administração de empresas. (Dissertação de Mestrado não publicada). Universidade São Marcos, São Paulo, SP.
Botomé, S. P. (1970). Princípios básicos para programação de ensino [Texto não publicado]. Texto adaptado de um programa reproduzido com a permissão de “Teaching Machines Incorporated – a Division of Grolier Incorporated, instituição a quem pertence o original do qual foi feita a adaptação por Botomé, utilizada exclusivamente para fins didáticos.
Botomé, S. P. (1975). Um procedimento para encontrar os comportamentos que constituem as aprendizagens envolvidas em um objetivo de ensino [Texto não publicado].
Botomé, S. P. (1977). Atividades de ensino e objetivos comportamentais: no que diferem? Planejamento de condições facilitadoras para a ocorrência de comportamentos em situações de ensino: relações entre atividades de ensino e objetivos comportamentais. Laboratório de Psicologia Experimental da PUC SP.
Botomé, S. P. (1981). Objetivos comportamentais no ensino: A contribuição da análise experimental do comportamento. (Tese de Doutorado não publicada). Departamento de Psicologia Experimental do Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.
Botomé, S. P. (1998). Qualificação de cientistas e professores de nível superior para o desenvolvimento científico, tecnológico e universitário no país por meio de mestrados e doutorados descentralizados: Avaliação de uma experiência. Educação Brasileira, 20(41), 49-77.
Botomé, S. P. (1999). Um currículo estratégico para o desenvolvimento de mestrados e doutorados em diferentes áreas do conhecimento. Educação Brasileira, 21(42), 97-120.
Botomé, S. P. (2001). A noção de comportamento. In H.P.M. Feltes, & U. Zilles. (Orgs.) Filosofia: Diálogo de horizontes (pp. 687-708). Caxias do Sul: EDUCS, Porto Alegre: EDIPUCRS.
Botomé, S. P. (2006). Comportamentos profissionais do psicólogo em um sistema de contingências para sua aprendizagem. Revista Brasileira de Análise do Comportamento, 2(2), 171-191. https://periodicos.ufpa.br/index.php/rebac/article/view/811.doi:10.18542/rebac.v2i2.811
Botomé, S. P., & Gonçalves, C.M.C. (1994). Redação passo a passo: Um texto programado para autoaprendizagem de redação. Caxias do Sul: Editora da Universidade de Caxias do Sul.
Botomé, S. P., & Kubo, O.M. (2002). Responsabilidade social dos programas de pós-graduação e formação de novos cientistas e professores de nível superior. Interação em Psicologia, 6(1), 81-110. http://dx.doi.org/10.5380/psi/v6i1.3196.
Botomé, S. P., & Rizzon, L. A. (1997) Medida de desempenho ou avaliação da aprendizagem em um processo de ensino: práticas usuais e possibilidades de renovação. Chronos, 30(1), 7-34.
Canali, G. Z. (2015). “Dirigir defensivamente em vias públicas”: Caracterização das classes de comportamentos (Dissertação de Mestrado). http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000217417.
Carvalho, G. S. (2015). “Estabelecer objetivos de ensino”: Um programa de ensino para capacitar futuros professores (Dissertação de Mestrado). http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000209719.
Catania, A. C. (1999). Aprendizagem: Comportamento, linguagem e cognição. (4ª. ed.). Porto Alegre: Artes Médicas.
Cia, F., & Cortegoso, A. L. (2007). Condutas de mediadores em processos de decisão coletiva como condição para uma educação emancipatória na Economia Solidária. Psicologia & Sociedade, 19(2), 103-113. http://dx.doi.org/10.1590/S0102-71822007000200014.
Claus, S. M. (1997). Comportamentos a desenvolver na formação do enfermeiro para trabalho com planejamento de ações de saúde (Dissertação de Mestrado não publicada). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil.
Cortegoso, A. L., & Coser, D. S. (2011). Elaboração de programas de ensino: Material auto instrutivo. São Carlos: Edufscar.
Cortegoso, A. L., & Botomé, S. P. (2002). Comportamentos de agentes educativos como parte de contingências de ensino de comportamentos ao estudar. Psicologia Ciência e Profissão, 22(1), 50-65. http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S141498932002000100007&lng=pt&tlng=ptdoi: 10.1590/S1414-98932002000100007.
Coser, D. S. (2009). Desenvolvimento de um programa e avaliação de material auto instrucional para formação de agentes favorecedores de comportamento de estudo (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/2915.
Coser, D. S., Cortegoso, A. L., & Gil, M. S. C. A. (2011). Promoção de comportamentos de estudo em crianças: Resultados de um programa de ensino para pais e responsáveis. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, 13(2), 58-78. http://www.usp.br/rbtcc/index.php/RBTCC/article/view/454. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v13i2.454..
Costa, M. P. R. (1992). Alfabetização de deficientes auditivos: Um programa de ensino (Tese de Doutorado não publicada). Universidade de São Paulo, São Paulo, SP.
Costa, E. N. F. (2019). Autogerenciamento: Sistematização do conceito e caracterização analítico-comportamental (Dissertação de Mestrado). http://www.uel.br/pos/pgac/wpcontent/uploads/2020/03/Autogerenciamentosistematizacao-do-conceito-e-caracterizacao-analitico-comportamental.pdf.
D’Agostini, C. L. A. F. (2005). Aprendizagens propostas por professores como objetivos para compor a formação profissional do Psicólogo (Dissertação de mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/102660.
De Luca, G. G. (2008). Características de componentes de comportamentos básicos constituintes da classe geral de comportamentos denominada "avaliar a confiabilidade de informações" (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/91008.
De Luca, G. G. (2013). Avaliação da eficácia de um programa de contingências para desenvolver comportamentos constituintes da classe geral "avaliar a confiabilidade de informações" (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/122722.
Dini, N. T. G. (1999). Aptidões do líder como objetivos de ensino em cursos de administração (Dissertação de Mestrado não publicada). Universidade São Marcos, São Paulo, SP.
Franken, J. V. (2009). Avaliação da formação específica do psicólogo organizacional e do trabalho a partir daquilo que está proposto nos planos de ensino de disciplinas relacionadas ao seu campo de atuação profissional (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/92468.
Frisanco, M. L. (2001). Efeitos da capacitação de professores para programar ensino sobre seus comportamentos ao ensinar arte para pessoas portadoras de necessidades educacionais especiais (Dissertação de Mestrado não publicada). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP.
Garcia, M. P. (2009). Classes de comportamentos constituintes de intervenções de psicólogos no subcampo de atuação profissional de psicoterapia com apoio de cães. https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/92255.
Gonçalves, V. M. (2015). Avaliação da eficiência de um programa de ensino para capacitar estudantes de graduação em Psicologia a “definir variáveis relacionadas a processos comportamentais” (Dissertação de Mestrado). http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000202697.
Goecks, C. A. (2011). Comportamentos constituintes da classe geral de comportamentos "ler textos acadêmicos" (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/95870.
Gurgueira, L. H., & Cortegoso, A. L. (2009). Avaliação de um programa de ensino para capacitar mães como agentes favorecedoras do estudar. Psicologia da Educação, 27, 5-30. https://revistas.pucsp.br/psicoeduca/article/view/43122.
Gusso, H. L. (2013). Avaliação da eficiência de um procedimento de avaliação semanal de consequências informativas ao desempenho de alunos em nível superior (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/130910.
Hoffmann, P. M. (2013). Classes de comportamentos a serem desenvolvidas por professores derivadas de dados de observação direta das interações com comportamentos de alunos com deficiência intelectual (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/122642.
Huang, R.; Spector, J. M.; & Yang, J. (2019). Educational technology: A primer for the 21th century. Singapore: Springer Nature. https://doi.org/10.1007/978-981-13-6643-7.
Joaquim, E. P. (2013). Classes de comportamentos a serem desenvolvidos pelo psicólogo para intervir diretamente em comportamentos de pacientes hospitalizados (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/122697
Keller, F. (1999). Adeus, mestre! Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva [Reproduzido de Keller, F. (1972). Adeus, Mestre! Ciência e Cultura, 24(3), 207-12], 1(1), 9-21.
Keller, F. (1974). The basic system. In: F.S. Keller, & J.G. Sherman, (Orgs.). The Keller Plan handbook (pp. 14-23). W.A. Benjamin.
Kienen, N. (2008). Classes de comportamentos profissionais do psicólogo para intervir, por meio de ensino, sobre fenômenos e processos psicológicos, derivadas a partir das diretrizes curriculares, da formação desse profissional e de um procedimento de decomposição de comportamentos complexos (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/92016.
Kienen, N., Kubo, O. M., & Botomé, S. P. (2013). Ensino programado e programação de condições para o desenvolvimento de comportamentos: Alguns aspectos no desenvolvimento de um campo de atuação do psicólogo. Acta Comportamentalia, 21(4), 481-494. http://www.revistas.unam.mx/index.php/acom/article/view/43611.
Kienen, N., Kubo, O. M., & Botomé, S. P. (2020). “Objetivos comportamentais” ou “comportamentos objetivo”: Distinções conceituais fundamentais à capacitação e à atuação de um psicólogo como profissional. In C.E. Costa, S.R.S.A. Souza, & V.B. Haydu, (Orgs.). Psicologia: Avaliação e intervenção analítico-comportamental. (não paginado). Londrina: EDUEL.
Kienen, N., Sahão, F. T., Rocha, L. B., Ortolan, M. L., Soares, N. G., Yoshiy, S. M., & Prieto, T. (2017). Comportamentos pré-requisitos do estudar textos em contexto acadêmico. CES Psicología, 10(2), 28-49. http://revistas.ces.edu.co/index.php/psicologia/article/view/3908. http://dx.doi.org/10.21615/cesp.10.2.3.
Kubo, O. M., & Botomé, S. P. (2001). Ensino-aprendizagem: Uma interação entre dois processos comportamentais. Interação em Psicologia, 5(1), 133-171. https://revistas.ufpr.br/psicologia/article/view/3321. doi:10.5380/psi.v5i1.3321.
Lazzari, C. L. (2013). Características da classe de comportamentos ‘programar computadores’ como parte da capacitação de profissionais da computação (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/107528.
Lorenzo, F. M., Kawasaki, N. H., & Kubo, O. M. (2010). Programa para ensino de comportamentos de autocuidados, cognitivos e sociais para jovem com necessidades especiais. Extensio, 7(10), 9–28. https://periodicos.ufsc.br/index.php/extensio/article/view/1807-0221.2010v7n10p9. doi: https://doi.org/10.5007/1807-0221.2010v7n10p9.
Luiz, E. C. (2008). Classes de comportamentos componentes da classe "Projetar a vida profissional" organizadas em um sistema comportamental (Dissertação de Mestrado) https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/90921.
Lorena, A. B., & Cortegoso, A. L. (2008). Impacto de diferentes condições de ensino no preparo de agentes educativos. Revista Brasileira de Terapia Comportamental e Cognitiva, 10(2), 209-222. https://doi.org/10.31505/rbtcc.v10i2.227.
Marcon, S. R. A. (2008). Comportamentos que constituem o trabalho de um gestor de curso de graduação (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/91270.
Matos, M. A. (2001). Análise de contingências no aprender e no ensinar. In E. M. L. S. de Alencar (Org.), Novas contribuições da Psicologia aos processos de ensino e aprendizagem (pp. 141–165). Cortez Editora.
Matos, M. A. (1998a). Carolina Bori: A Psicologia brasileira como missão. Psicologia USP, 9(1), 67-70. https://www.revistas.usp.br/psicousp/article/view/107739. https://doi.org/10.1590/psicousp.v9i1.107739.
Matos, M. A. (1998b). Contingências para a análise comportamental no Brasil. Psicologia USP, 9(1), 89-100. https://www.revistas.usp.br/psicousp/article/view/107744. https://doi.org/10.1590/psicousp.v9i1.107744.
Matos, M. A. (2001). Análise de contingências no aprender e no ensinar. In E. M. L. S. de Alencar (Org.), Novas contribuições da Psicologia aos processos de ensino e aprendizagem (pp. 141–165). Cortez Editora.
Mattana, P. E. (2004). Comportamentos profissionais do terapeuta comportamental como objetivos para sua formação (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/88195.
Médici, A. D. (2016). Ensino programado para o planejamento de aulas de matemática no ensino fundamental (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/10569.
Melo, R. M., Carmo, S. J., & Hanna, E. S. (2014). Ensino sem erro e aprendizagem de discriminação. Temas em Psicologia, 22(1), 207-222. http://dx.doi.org/10.9788/TP2014.1-16.
Moskorz, L. (2011). Classes de comportamentos profissionais constituintes da classe geral de comportamentos do psicoterapeuta derivadas de um sistema de categorização de comportamentos desse tipo de profissional na interação com cliente (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/95801.
Müller, T. P. (2011). Classes de componentes de comportamentos constituintes da classe geral "comportamento assertivo": Contribuições da Análise Experimental do Comportamento para desenvolvimento de interações humanas (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/130911.
Nale, N. (1998). Programação de Ensino no Brasil: O Papel de Carolina Bori. Psicologia USP, 9(1), 275-301. https://www.revistas.usp.br/psicousp/article/view/107804. https://doi.org/10.1590/psicousp.v9i1.107804.
Nascimento, A. R., & Gusso, H. L. (2017). Classes de comportamentos profissionais de pais sociais identificadas em literatura por meio de análise comportamental. Interação em Psicologia, 21(1), 39-54. de:https://revistas.ufpr.br/psicologia/article/view/46287.http://dx.doi.org/10.5380/psi.v21i1.46287.
Neri, N. J. M. (2017). Caracterização da classe geral de comportamentos “Capacitar os liderados a se comportarem de forma produtiva e significativa diante das situações de trabalho com as quais precisam lidar”: Uma contribuição analítica comportamental (Dissertação de Mestrado). http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000215828.
Onzi, L., & Botomé, S. P. (2003). Competências próprias dos agentes do turismo: A identidade profissional nas disciplinas de graduação. Anais Eletrônicos do Seminário de Pesquisa em Turismo do Mercosul, Caxias do Sul (RS), 1. https://www.ucs.br/site/pos-graduacao/formacao-stricto-sensu/turismo-e-hospitalidade/eventos-e-anais/i-semintur/.
Onzi, L., & Botomé, S. P. (2005). Características do ensino superior em Turismo: A organização do conhecimento como critério de planejamento da formação profissional. Turismo em Análise, 16(2), 133-156. https://doi.org/10.11606/issn.1984-4867.v16i2p133-156.
Pinheiro, P. L. (2010). Classes de comportamentos constituintes da classe geral "Coordenar processo de mudança organizacional" como atribuição de um coordenador de curso de graduação (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/93738.
Queiroz, H. L. (2005). Comportamento do psicólogo em instituição de atendimento a deficientes mentais: Contribuições da análise do comportamento para construção de uma prática crítica e relevante (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/3196?show=full.
Russi, E. K. (2016). Identificar os comportamentos básicos componentes da classe geral de comportamentos denominada "Conduzir veículo motorizado" conforme o código de trânsito brasileiro (Dissertação de Mestrado). https://acervodigital.ufpr.br/handle/1884/47339.
Sahão, F. T. (2019). Saúde mental do estudante universitário: Comportamentos que favorecem a adaptação ao ensino superior. (Dissertação de Mestrado). http://www.uel.br/pos/pgac/wp-content/uploads/2019/08/Saude-mental-do-estudante-universitario-comportamentos-que-favorecem-a-adaptacao-ao-ensino-superior.pdf.
Santos, G. C. V. (2006). Características das competências e dos comportamentos profissionais propostos nas diretrizes curriculares como delimitação do campo de atuação do Psicólogo (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/89429.
Sidman, M. (1985). Aprendizagem-sem-erros e sua importância para o ensino do deficiente mental. Psicologia, 11(3), 1-15.
Silva, A. L. P. (2004). Desenvolvimento de comportamentos profissionais de avaliação em Psicologia na formação de psicólogos (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/88053.
Silva, A. L. G. (2010). Classes de comportamentos profissionais de psicólogos ao intervir diretamente sobre fenômenos psicológicos (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/94254.
Silva, C. E. (2012). Características de um projeto governamental de prevenção do uso de drogas e coerência delas com os conceitos de “prevenção” e “comportamento-objetivo (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/106897.
Silva, K. L. (2006). Comportamentos que constituem a classe geral delimitar problema de pesquisa no trabalho científico de alunos de pós-graduação em Psicologia (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/89946.
Silva, N. L. F. (2017). Classes de comportamentos constituintes da classe geral "mediar conflitos de trabalho no contexto organizacional" (Dissertação de Mestrado). http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000213343.
Skinner, B. F. (2003). The technology of teaching. New York: Appleton-Century-Crofts. (Publicado originalmente em 1968).
Skinner, B. F. (1998). Ciência e comportamento humano. (J. C. Todorov & R. Azzi, Trads.). São Paulo: Martins Fontes. (Publicado originalmente em 1953).
Soares, E. M. S. (1997). Comportamentos matemáticos e o ensino de matemática para cursos de engenharia (Tese de Doutorado não publicada). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP.
Souza, E. J., & Kubo, O. M. (2010). Características dos componentes da classe geral denominada comportamento criativo identificadas a partir da literatura da Análise do Comportamento. Acta Comportamentalia, 18(1), 107-134. http://www.revistas.unam.mx/index.php/acom/article/view/18170.
Stédile, N. L. R. (1996). Prevenção em saúde: Comportamentos profissionais a desenvolver na formação do enfermeiro (Dissertação de Mestrado). Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, Brasil.
Suhett, L. B. R. (2017). Análise do Comportamento e formação de pedagogos: Uma contribuição a partir do exame das Diretrizes Curriculares Nacionais (Dissertação de Mestrado). http://www.bibliotecadigital.uel.br/document/?code=vtls000212296.
Teixeira, F. C. (2010). Avaliação da eficácia de um programa para ensinar pais a analisar e sintetizar comportamentos na interação com seus filhos (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/94390.
Toledo, P. M. H., & Coser, D. S. (2015). Treinamento para pais de adolescentes: Aprendendo conceitos comportamentais e práticas parentais para atuar na fase da adolescência. Revista brasileira de terapia comportamental e cognitiva, 17(3), 38-54.
Tosi, P. C. S. (2012). Caracterizar necessidades de intervenção na relação entre condições de saúde do trabalhador e as condições em que ele trabalha: Uma subclasse de comportamentos a ser desenvolvida na formação do psicólogo para intervir nessa relação (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/94578.
Vettorazzi, A., Frare, E., De Souza, F. C., Queiroz, F. P., De Luca, G. G., Moskorz, L., & Kubo, O. M. (2005). Avaliação de um programa para ensinar comportamento empático para crianças em contexto clínico. Interação em Psicologia, 9(2), 355–369. https://revistas.ufpr.br/psicologia/article/download/4780/3668.
Viecili, J. (2008). Classes de comportamentos profissionais que compõem a formação do psicólogo para intervir por meio de pesquisa sobre fenômenos psicológicos, derivadas a partir das Diretrizes Curriculares Nacionais para os cursos de graduação em Psicologia e da formação desse profissional (Tese de Doutorado). https://repositorio.ufsc.br/handle/123456789/91417.
Yoshiy, S. M., & Kienen, N. (2018). Elaboração de um livro auto instrucional para desenvolver “gerenciamento de tempo” em estudantes universitários. In N. Kienen, J. C. Luzia, J. Gamba, S. R. S. A. Souza (Orgs.). Análise do Comportamento: Conceitos e aplicações a processos educativos, clínicos e organizacionais. (pp. 66-84). Londrina: UEL. Disponível em http://www.uel.br/pos/pgac/wp-content/uploads/2019/01/UELlivro5dez18press.pdf
Wruck, D. F. (2004). Comportamentos característicos da dimensão ética da formação do psicólogo (Dissertação de Mestrado). https://repositorio.ufsc.br/handle/1 23456789/87029
Publicado
2021-10-05
Como Citar
Kienen, N. ., Panosso, M. G. ., Nery, A. G. S. ., Waku, I. ., & Carmo, J. dos S. . (2021). Contextualização sobre a Programação de Condições para Desenvolvimento de Comportamentos (PCDC): Uma experiência brasileira. Perspectivas Em Análise Do Comportamento, 12(1). https://doi.org/10.18761/PAC.2021.jul110
Seção
Análise do Comportamento Aplicada às Organizações